quinta-feira, 21 de março de 2019

POETISA

COMEMORA-SE, HOJE, DIA 21 DE MARÇO, O DIA MUNDIAL DA POESIA. EIS A MINHA PARTICIPAÇÃO!


Se um dia, se hoje, vires uma mulher
uma mulher a chorar, arduamente
e se o encantador rosto dela
for um poema dotado e esculpido
deita-te a seu lado, cautelosamente
repousa o teu corpo sobre o dela
e alivia e mitiga as suas dores
pois a dor desaparece e naufraga
quando oferecemos minúsculos nadas.

Se a contemplares, essa fêmea sorrirá
e tu sorrirás, também, sem hesitar
acariciando-a, perdidamente
no desatino e anseio da tua boca
na tagarelice e na rigidez do teu sexo
em afagos ofegantes e constantes
como poema, somente, para ti 
e que dele farás o que entenderes
na força das tuas impetuosidades natas.

Caso não vejas mulher, poetisa alguma
nem crianças chilreando por perto
senta-te na ausência delas
e espera, pois a noite é cúmplice
das vontades, que se insinuam
e as poetisas calam, pacientemente
mesmo se os teus ávidos braços
forem incitados pelo meu corpo nu
no ato em que me dou e me abandono.

Por ti estarei, obscenamente, possuída
e tu, homem idolatrado, também
mas se eu nunca te envolvi
tem cuidado, pois dos meus seios
brotam poemas quentes e delirantes
que na tua alcova de devaneios
contigo farão amor, inevitavelmente
logo e sempre que entumeceres
no frenesim da cópula e dos orgasmos.

Na ebulição dos beijos e dos abraços
despertaremos e poremos o isco
enquanto os poemas serão algemas
de cetim vermelho, frouxo e submisso.


CÉU

domingo, 24 de fevereiro de 2019

QUEM ME VÊ


O MUNDO PASSA POR AQUI