quinta-feira, 2 de abril de 2015

IMPERATIVA

Faz do meu corpo uma casa assombrada, temível, abandonada
onde nunca ninguém entrou, nem vivalma, e nem o sol lá chegou
com portas e janelas, gemendo, sofrendo, rangendo, empenadas
de tanta espera de ti, de prantos pungentes e urgentes, noite e dia
em angústias sufocadas, abrasivas, bolorentas e já desesperadas
no inferno do tempo mudo e fechado, e que parece ter parado.

Irrompe na entrada principal, cego, sem pensar, sem avisar
esmaga-te de encontro às paredes sombrias, pálidas e frias
arranhando-as, desgrenhando-as, ferindo-as e deventrando-as
fazendo-as sofrer, aterrorizar, gritar, implorar e estremecer
assustadas, em pânico, com tamanho impulso e atuação brutal
que, por muito estranho que te pareça, estão de pedra e cal.

Abre ainda mais, escancara, de lés a lés, as janelas já desabituadas
meus lábios, minha boca ávida, calada, mórbida, desidratada
esperando água, soro do teu beijo, meu exclusivo alívio e socorro
em overdoses, espasmos, sobressaltos, em convulsões iminentes
que o corpo quase finado, recebe, pensa, recompensa e agradece
já que a mente, coitada, esqueceu a função de estar consciente.

Procura a sala mais alta e alva, mais recatada e mais ornamentada
olha-a, fita-a bem, observa-a com exaltação, elevação e tentação
acaricia as colinas, e em seguida, retira as cortinas já desbotadas 
meus seios esquecidos, sem viço, coitadinhos, e em reboliço
na ânsia de um afago, de um aconchego, de um roçar de mão
que os possam devolver à luz, ao saltitar do prazer, à excitação.

Arromba-os, sem dó nem piedade, bruscamente, de uma assentada
humidifica, enrijece as auréolas e afina os mamilos poeirentos
tal como fazem os experientes músicos, antes de alguma atuação
aos instrumentos, desamparados, imobilizados, há tempos e tempos
obtendo, dessa forma, sinfonias melodiosas, em ritmo estonteante
sugando-os, saboreando-os com arrebatamento, mas ainda sedentos.

Descobre o quarto, o nosso, com história, que sobejamente conheces
infiltra-te nele como espião atrevido, prudente, sabido, inteligente
observando, procurando com ansiedade, a luxúria das luxúrias 
meu ventre, colchão com medidas e estruturas ergonómicas
para os movimentos desferidos, os enleios e vaivéns destemidos
que de ti brotam, jorram, em estocadas consecutivas e incisivas.

Invade as minhas ruas, becos, travessas, ruelas, avenidas, sem vida
meu corpo inteiro, só teu, escancarado, à mercê, desnorteado
roçando-te, lambuzando-te, incendiando-te nessa divinal erupção
que vendo-te eu assim, tão desbravado, e inteiramente em mim
inalei e saboreei, pois sabia que querias, as tuas íntimas fragâncias
e aí estremeci, anulei-me, endoideci, absorvi-te e diluí-me em ti.

As paredes são, agora e para sempre, as nossas únicas testemunhas
neste espaço paradisíaco, sem meios termos, sem mais ou menos
e eu, comportada, lânguida, aprumada, carente, mas arrebatada
ordenei que fosses bruto, reles, grotesco, primitivo, mas evoluído
suplicando-te que entrasses e penetrasses as minhas frestas
que pariram um arco-íris em ti, e a mim, puseram-me, logo, em festa.

Hoje, fomos, e tudo demos um ao outro, sem analisar, sem hesitar
desejando que a entrega, muitas vezes, aconteça e prevaleça
com corações assumidos, fiéis, sem trocas nem contrapartidas
sem estigmas, sem o apontar de dedos, sem rótulos obsoletos
com leve perfume a pecado e a rosas vermelhas no meu regaço
porque para fazermos amor, assim, a vida inteira já não chega.



CÉU

59 comentários:

  1. Magnifico e muito sensual este belo texto.
    Um abraço e uma Santa Pascoa.

    ResponderEliminar
  2. Bom dia Céu.
    Passando para desejar a você e a toda sua família, um lindo més de abril e uma iluminada Pascoa, com muitas alegrias. Quanto a sua poesia, belíssima, no amor devemos nós entregar como se fosse a ultima fez, plenamente. Abraços.

    ResponderEliminar
  3. Olá Céu

    Suas letras são pungentes, sensualidade latente e a força que tudo move: Paixão!

    Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Van, seja bem vinda ao meu blogue.
      Agradeço visita e gentil comentário.
      Abraço e Páscoa feliz!

      Eliminar
  4. Olá
    Se der envie um e-mail para:
    deproposito@sapo.pt

    PASCOA FELIZ com muitas amêndoas
    MANUEL

    ResponderEliminar
  5. Céu...
    Acho que não tenho nem palavras para expressar o quanto estou adorando descobrir este seu espaço, que literalmente nos deixa no céu...
    Vou-me ausentar do meu blogue por alguns dias, mas quando voltar, adorarei acompanhar estes posts extraordinários...
    Vou já avisando que incluí este blogue, na minha lista de favoritos, no artandkits.blogspot.com ... pois seria absurdamente impensável não o fazer...
    Os textos, são de uma qualidade incrível!...
    Já nem tenho ideia de como vim aqui parar... provavelmente, algum presente dos céus...
    Boa Páscoa! Tudo de bom, e até breve!
    Ana

    ResponderEliminar
  6. Texto poderoso, a arrancar a alma! Palavras muito bem articuladas, envolvidas e revolvidas, tendo este resultado forte e emocional :)
    Bom fim de semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sê bem vinda ao meu blogue, Catarina!
      A intenção é mesmo essa.
      Boa Páscoa!

      Eliminar
  7. Gracias por invitarme a tu blog...tu texto mitad amor ...mitad fuego pero calentito y agradable como tu sabes escribir...si... me gusta... lo malo no tiene uno con quien amar para ver si sale como dices en el texto..
    bueno gracias... me parecio excitante.
    besos

    ResponderEliminar
  8. :)) ... Chiça ! ... O imperativo, manda !... aprendi eu na escola ! :))
    ... e a vida é curta , realmente ! :)

    Muito bom, Céu !

    ResponderEliminar
  9. Olá,Céu, boa tarde... Na casa, e tendo as paredes como únicas testemunha , apenas dois personagens se entregando , de forma imperativa e irremediável para o pleno prazer do corpo até o ponto último de sua possibilidade... por vezes, na busca de prazer temos comportamentos associados a impulsos incontroláveis, ocupando quase a totalidade dos nossos pensamento, passando até a determinar o modo de vida,sem analisar, sem hesitar,sem trocas e nem contrapartidas, porque a vida é pequena perante tanto amor...
    Agradeço, Feliz Páscoa,belos dias, beijos!

    ResponderEliminar
  10. Sensualidade da boa, Céu, adorei!
    Valeu por você ter dado um pulinho pelo me blog.
    Um abraço.
    HD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Humberto, sê bem vindo ao meu blogue, porque penso que é a primeira vez que o visitas e deixas comentário, que muito agradeço.

      Se tu, que és neuropsicólogo, dizes ser sensualidade da boa, aquilo que escrevo, então acredito ainda mais.
      Darei mais pulinhos ao teu estrondoso blogue, ou melhor, àquilo que tu escreves.

      Abraço e feliz Páscoa!

      Eliminar
  11. "bruscamente, de uma assentada"? epa isso é que é vontadinha ehehehe
    Gostei do poema. É imperativo dizer o que se pretende!
    Beijos

    ResponderEliminar
  12. Olá

    Nada mais sagrado
    do que ser de alguém.
    Não apenas por necessidade biológica,
    mas por necessidade humana.
    De se deixar possuir
    de alma e coração.
    De possuir
    com mãos de liberdade.
    De amar
    de forma sagrada e plena...

    Que a vida lhe traga a cada manhã,
    o maravilhoso perfume da alegria...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aluisio, seja bem vindo ao meu blogue.
      Agradeço visita e comentário.

      Eliminar
  13. Belíssimo e dotado de uma grande dose de sensualidade. Uma verdadeira entrega. Adorei, principalmente a estrofe abaixo:

    As paredes são, agora e para sempre, as nossas únicas testemunhas
    neste espaço paradisíaco, sem meios termos, sem mais ou menos
    e eu, comportada, lânguida, aprumada, carente, mas arrebatada
    ordenei que fosses bruto, reles, grotesco, primitivo, mas evoluído
    suplicando-te que entrasses e penetrasses as minhas frestas
    que pariram um arco-íris em ti, e a mim, puseram-me, logo, em festa.

    Abraços e uma ótima Páscoa para ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderEliminar
  14. Olá amiga,

    Deveras intenso e incendiário, pleno de volúpia e ardor.
    Não é fácil poetizar a respeito com tanto desembaraço e competência.

    Desejo-lhe, igualmente, uma Páscoa abençoada, adocicada e feliz!

    Beijo.

    ResponderEliminar
  15. Está incrível! Prende-nos a atenção e faz-nos não querer parar de ler.

    r: Agradeço imenso *.*
    Uma ótima Páscoa para ti e para os teus.

    Um grande beijinho*

    ResponderEliminar
  16. Olá, tudo é perfeito,é lindo o que escreveu, só faltou pedir uma coisinha pequena que é o seguinte, "bate-me com todo o amor que tens."
    AG

    ResponderEliminar
  17. Sensualidade a escorrer da pele...
    Muito bom, beijos, Céu!!!

    ResponderEliminar
  18. As palavras são como as crateras, quanto mais distintas, pelo tempo ,mais seduzidas!:)

    Boa Páscoa, Céu!:))

    ResponderEliminar
  19. Gracias por tu visita para agradecer la mia antes...gracias por tus maravillosos textos...me encanta como escribes.
    besos

    ResponderEliminar
  20. Excelente amiga! Erótico, fuerte, salvaje, contundente.
    Gracias por tu compartir
    Isaac

    ResponderEliminar
  21. Tu eres poesias,ella te haca más humano

    ResponderEliminar
  22. Com minha admiração, deixo os meus votos de uma ótima Páscoa!
    Beijo.

    ResponderEliminar
  23. No hay duda de que estás enamorada, de otra forma, sería imposible escribir con la pasión que tú lo haces, te sale del alma y sabes cómo conquistar a la persona amada. Es muy bonita tu entrada.
    Agradezco muchísimo tus letras en mi espacio, además de arroparme, me estimulas a seguir escribiendo,
    Te dejo bendiciones para ti y los tuyos y un fuerte abrazo en el corazón.
    kasioles
    kasioles

    ResponderEliminar
  24. Incrível a tensão gerada a partir da aridez do deserto até à explosão, à lava derramada do vulcão.
    Com claras e gemas se faz o folar.

    ResponderEliminar
  25. Um a linha muito sensual num ritmo crescente e sufocante...
    Os desejos escondem-se em linhas dispersas aflorando as cores que amamos na vida e que tornam os nossos dias mais agradáveis.
    Espero nunca perder esta leitura.

    ResponderEliminar
  26. Pues te admiro todavía más. Entre esas vivencias y tu gran imaginación, logras describir y transmitir amor en cada letra de tus bonitas entradas.
    El arte del escritor es transformarse y expresar lo que, en ese momento, pida el papel del protagonista.
    Sinceramente, yo no sabría hacerlo.
    Mi blog es una recopilación de vivencias, de mis sentimientos de mi amor que todavía llevo como una tea encendida en mi corazón.
    ¡Feliz Pascua de Resurrección!
    Cariños en un fuerte abrazo.
    Kasioles

    ResponderEliminar
  27. Céu texto bem narrado, passando pra desejar uma feliz páscoa beijos.

    ResponderEliminar
  28. Un gusto leerte y escuchar este tango con un baile tan sensual.
    Abrazos.

    ResponderEliminar
  29. E lá fui conduzido até à minha Buenos Aires querida....
    Belo texto.

    ResponderEliminar

  30. Oh, céus! Que tarde esplêndida!
    Finalmente me aposso
    De teus lábios de calêndula
    E teu corpo quente roço
    Qual fogo devorador
    Devastando muitas léguas
    Te desbasto com furor
    Sem um momento de tréguas,

    A lamber vales e montes
    O fogo que me atiça
    Devassando horizontes
    Espicaça-me a cobiça

    Então o amor que culmina
    Nessa posse violenta
    De fauno incendiado
    de luxúria com benzina
    de geleia com pimenta
    Vê-se aí apaziguado

    Ao fim da guerra incruenta
    Meus olhos viram chacina
    Agora, câmera lenta,
    Só teu olhar de menina.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  31. Um poema magistral!
    Comentar algo tão sublime e perder o sentido do que leu.
    Quando crescer eu quero ser das letras que nem tu poetisa.
    Obrigada pelo brilhante comentário na minha postagem CÉU!
    Estive viajando por isso demorei a chegar.
    És poderosa!
    Uma ótima semana!
    Um ótimo mês
    Um abraço, e um sorriso!
    Blog da Smareis

    ResponderEliminar
  32. Arrebatador, Céu; plenamente arrebatador.
    O Amor é assim, sem embaraços, simplificado no partilhar dum sentir igual.
    Parabéns.


    Beijos


    SOL

    ResponderEliminar
  33. E quando consegues "parir um arco-iris" no outro, é porque só pode ter sido uma entrega total.
    Intenso este texto!
    Adorei o tango :)
    beijinhos

    ResponderEliminar
  34. Querida CÉU,

    Bella inspiración que cala todos los poros del ser humano.

    Un gran abrazo, estimada amiga.

    ResponderEliminar
  35. Respostas
    1. Bruno, seja bem-vindo ao meu blogue.
      Agradeço visita e comentário.

      Eliminar
  36. Ainda há esplanadas neste país à beira mar betonado

    ResponderEliminar
  37. Hoje estou percorrendo blogs de poetas e encontro esse texto e escrevo o mesmo: deep inside!!!

    ResponderEliminar
  38. Imperativa... e intensa. Muito intensa! Bom resto de semana, Céu.

    ResponderEliminar
  39. Quente, quente, quente, a ferver!!!
    Maravilha!!!!

    ResponderEliminar
  40. r: Muito, muito obrigada!
    Nunca pratiquei ballet, mas é bom tirarmos o pé do chão, mesmo quando temos a certeza que vamos perder o equilíbrio. É quando arriscamos que vivemos coisas incríveis.

    Um dia mega feliz também para ti :) beijinhos*

    ResponderEliminar
  41. Olá, Céu
    Eu queria ser este assombração e ficar olhando esta carinha fingindo que está assustada.

    Um abraço, paz e bem
    GERALDO RIBEIRO

    ResponderEliminar
  42. Oi Céu! Passando para agradecer a tua honrosa visita e amável comentário, assim como desejar um ótimo final de semana para ti e para os teus.

    Abraços,

    Furtado.

    ResponderEliminar
  43. Respostas
    1. Seja bem vindo ao meu blog, "Toro selvagem"!
      Ficou "surpreendido", parece! Fique, sereno, porque são apenas palavras. Tenho, no entanto, que lhe dizer que se eu visse um touro, um animal, ficaria bem mais assustada.
      Obrigada!

      Eliminar
  44. Solo hacer acto de presencia para agradecerte tu visita con el alma y elogiar una vez mas tus relatos que hacen suspirar y recordarte mas si cabe ...
    gracias y siempre besos para ti Cielo ,Cielo.
    Marina

    ResponderEliminar
  45. Uma explosão de erotismo e poesia.

    beijinho e bom fim de semana
    ~Fê

    ResponderEliminar
  46. Fuerza y pasión en tus letras....
    paz y alegría
    Isaac

    ResponderEliminar
  47. o Corpo, lugar habitável...

    muito bem

    ResponderEliminar

ACORDE, PARA O ACORDO!

ACORDE, PARA O ACORDO!

NOTA

ESTE BLOGUE FOI CRIADO A 14 DE FEVEREIRO DE 2015

Número total de visualizações de página


Quiero uno en mi blog