sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

SOU ASSIM

Nunca fui menina, moça, mulher padronizada
segundo moldes, trivial, adaptada
jamais senti atração pelas coisas restritas
pelas vivências fraquinhas e certinhas.
Rendo-me a amores, a orgasmos avassaladores
com cenas resolvidas com prantos e soluços
que me sufoquem e me tirem a voz, visceralmente.

Aceito da vida o que ela tem de belo e de inferno
e não habito nela para que gostem de mim
mas dela faço parte, para tudo aprender
com consciência plena, cada bocadinho meu.
Aproveito, só, aquilo que me acrescenta
e desprezo, o que me empobrecesse e decresce
pois não aceito comportamentos assim, bom de ver.

Adoro escrever poesia, desventra-la e descara-la
para que vocês sintam o paraíso, o delírio
numa mente polifacetada, que não me obedece
espalhando o que quer e sabe que aquece.
Sou sensual, erótica, intensa e imensa
e guardo no coração um amor, que me exausta
restando-me a escrita como libertação e compensação.

Sendo como eu sou, recuso, sempre, meios termos  
como, pode ser, pois, mais ou menos, talvez
preferindo as fraturas e tripas de fora
ficando eu de rastos, mas sem irrealidades.
É aí que invisto, ajudo, socorro, dou e acredito
porque o sofrimento humaniza e suaviza
não interessando as razões dessas atitudes e alterações.

Agradam-me as coisas exageradas, incontroladas
os olhares faiscantes, libertinos, fuzilantes
os gestos impensados, as palavras loucas e soltas
dizendo não a estradas, mas sim a atalhos.
Acredito em Mindanau, em verdades, profundidades
e tenho medo das latitudes, lonjuras, altitudes
mas não fujo dos abismos, dos seus condicionalismos
pois são eles que me revelam a minha autêntica dimensão.

O que me interessa mesmo, especialmente no amor
é o que ele adiciona ou subtrai de mim
quando a carência, a autossuficiência me prende
e me veste de uma solidão dura, para minorar vazios.
 O amor, rouba-me essa capacidade intrínseca
tirando-me a armadura que cobre esta fragilidade
julgando que faz de mim o que bem quer
mas sei bem onde quero estar e estou, e por aí, não vou.

Então, larga-me, desprende-me, liberta-me, de vez
pois sei viver sem ti, sem as tuas imposições
que só me espartilham, embaçam e embaraçam.
Saí, para sempre, daqui, estouvado, animal quadrado
que supões ter todos nas tuas garras aguçadas
mas comigo estás enganado, pois eu não sou pautada.
Então, vou dançar e soltar-me, sem liberdade condicionada.


CÉU

81 comentários:

  1. Tus poemas desprenden grandes sentimientos.

    Escribes bonito.

    Un beso. Muy feliz fin de semana.

    ResponderEliminar
  2. Olá Céu, como eu gosto de pessoas inteiras.

    Bom fim de semana.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Olá, CÉU.

    O sentir é superlativo e “superlativante”. Não cabe em meias palavras, meios tons, na pasmaceira morna das incertezas e indecisões. É resoluto, decidido, faz e se faz notar, acontecer; arrebata, invade, arranca, grita, realiza, transborda, eleva, enleva...

    Um abração e um bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  4. Entregar-se ao amor por inteiro, intensamente é sempre bom e delicioso, com certeza é a melhor constatação do que é amar, amar mais
    Belo texto como sempre

    Beijos
    Rafael

    ResponderEliminar
  5. ¡Bravo, CÉU!!!

    TOTAL MENTE DE A CUERDO:EN TODO EL TEXTO, PERO ESE FINAL ES COMO UN BROCHE DE ORO.
    UN ABRAZO, PASO OTRO DÍA.

    ResponderEliminar
  6. Oi, Céu!
    Aí está a mulher verdadeira, inteira, íntegra, una!
    Que ninguém tente amordaçá-la, pois seu interior conservará o calor eterno de uma deusa do fogo do amor!
    Esse post mais essa música, apenas anunciam o limiar de um iceberg, as primeiras chamas de um voluptuoso vulcão!
    É assim, que eu espero vê-la nesse ano que iniciamos!
    Beijos e bom final de semana!

    ResponderEliminar
  7. Oi Céu!Já eu sou mais calma,ponderada...Mas concordo com você quando fala da liberdade condicionada,se é condicionada não é liberdade é algo parecido...Gostei!Um abraço!

    ResponderEliminar
  8. Olá querida amiga Céu, td bem com vc?

    Comigo td ótimo, por aqui no Brasil tem feito um calor quase insuportável, mas a gente vai aguentando do jeito que consegue. Passei aqui pra te desejar um 2016 maravilhoso, depois volto com mais calma pra ler e comentar o seu poema.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  9. ¡Hola CÉU!!!

    Por aquí estoy de nuevo a releer este bonito, abierto, libre y sensual texto. Letras que abrazan una poesía amorosa carnal sensorial. Sin tapujos como debe ser, con libertad de pensamiento y de vocablo. Un texto bordado con personalidad y sentimientos, lo que escribimos sale del interior del alma, puesto qué lo qué el corazón nos quiere decir, la mente nos lo muestra; y nada hay mejor que ser uno mismo y expresar abiertamente aquello que la mente nos dicta, sino sería una hipocresía y debemos ser muy sinceros a la hora de exponer lo que sentimos aún a sabiendas de que habrá personas que le disgusten, pero eso será lo de menos, nada ni nadie puede cambiar nuestra personalidad.

    Yo te dejo aquí mi enhorabuena, mi abrazo sincero mi gratitud y mi estima siempre.
    Se muy muy feliz.

    ResponderEliminar
  10. Ótimo texto pra começar bem a temporada 2016!

    Beijos.
    www.dilemascotidianos.blogspot.com

    ResponderEliminar
  11. Excelente!

    Que seja(mos) sempre inteiras, livres e assumidas - embora cada qual dentro do seu género!!

    Abraço forte com carinho e apreço-

    ResponderEliminar
  12. Oi Céu você descreve com real clareza em ser uma pessoa íntegra e sabe o que deseja,não vive escondendo seu modo de agir e tão pouco a sua liberdade,é por esse motivo que admiro muito você,com toda esse potencial de mulher guerreira.
    Visto-me com vestes da sua escrita,pois também sou assim,somos simplesmente:Mulheres Verdadeiras.
    Obrigada querida amiga pela visita e um ótimo final de domingo.
    Bjs com carinho
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  13. 'Eu desejo da vida o belo e o inferno" ahhhhh minha cara Céu, como eu desejo igualmente o que tu desejas da vida ... e como eu desejo o inferno, porque nele eu me clareio (no inferno tem luz, o fogo clareia, esclarece), mais e mais eu me debulho, me provo e avanço, me movo e fluo! E é certo o que dizes, que o sofrimento suaviza, mas antes dele, foi intenso, sim, muito.
    Desejei agora que esta tua escrita fosse musicada. Não que faltasse algo, mas que seria mais bela ainda esta escrita seria. Uma melodia! Posso até imaginar.
    A música que aqui toca, 'Não Enche' de Caetano Veloso, neste vídeo cantada por sua irmã Bethânia é ótima, e igualmente as palavras de Bethânia: 'a minha vida é um vendaval', pois sim!
    Um beijo e o desejo de uam ótima semana.

    ResponderEliminar
  14. Estou plenamente de acordo. Especialmente no amor, nunca me conformei com o sentimento de posse - dai porque ser incompreendido muitas vezes. Tá certo, tem os padrões impostos pela sociedade, muitos deles criados e cultivados há milênios por religiões moralistas, mas estou pouco a pouco me desprendendo dessas coisas, sou a cada dia mais EU. Muito bonito, CÉU! O título até me lembrou uma música muito linda de Wanderléa: FOI ASSIM. Beijo, gata! (rs).

    ResponderEliminar
  15. Uma mulher sem meias tintas, que não é pãozinho sem sal, comida sem tempero.
    Faz o meu género.
    Beijinhos, boa semana

    ResponderEliminar
  16. Céu, sua presença foi realmente o céu azul brilhando! Obrigada pelas gentis palavras! Diferente de ti, sou calmaria, remanso, assim como o céu! Abração!

    ResponderEliminar
  17. Ah! O texto que postei tem a autora sim: Gi Stadnicki, que gosto por demais! Beijos!

    ResponderEliminar
  18. Um belo texto minha amiga e que melhor maneira de começar 2016 do que soltar as amarras e viver sem liberdade condicionada.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  19. Olá Céu! que saudades! ehehe
    O amor é bom, enlouquece, envolve e faz-nos cometer loucuras. Quando o amor prende, restringe e limita-nos torna-se perigoso. Há o risco de nos perdermos e aos poucos já não sabemos mais quem somos para obedecermos a quem amamos.
    Recuso-me ser marioneta nesse jogo. eheheh
    Beijos

    ResponderEliminar
  20. é necessário muito talento para "descarar a poesia" com esta elegância...

    decididamente, gosto!

    beijo, Poeta

    ResponderEliminar
  21. Boa noite Céu.
    Uma bela biografia, uma pessoa intensa, verdadeira e que vive intensamente. Eu lhe imagina que fosse mesmo assim. Uma feliz semana. Beijos.

    ResponderEliminar
  22. Olá Céu... minha primeira visita do ano kkk.
    Muito bonitas essas palavras; acho que cada um é o que é e ponto final.
    Viver em sociedade é algo que não é nada fácil observamos isso desde a criação.
    O diferente sempre causa uma estranheza; mas até o
    estranho acaba por ser indiferente com os outros.
    Bom... isso é o que nos faz sermos únicos e intransferíveis.
    O amor é algo itinerante... entre culturas, gerações é algo que sempre vai mudando; mas ética
    e moral talvez seja o que une esse sentimento que é muito individual. O que acontece em um dado momento
    é a procura de pares... e as vezes muitos passam a vida procurando.
    O mundo joga um modelo e muitos vão atrás desse modelo achando que para ser feliz; precisa ser mãe, pai, casado, bem sucedido, ter e ter; há tipos de modelos de conduta na sociedade que ainda são muito
    fortes; talvez nesta galáxia kkk as coisas não mudem tão cedo.

    Aproveito também para te desejar um bom começo de ano e que possamos seguir em frente
    com nossas realizações. Por aqui o país vive em muitas crises bom... isso desde a sua criação;
    mas agora o lixo que botaram a séculos para debaixo do tapete está vindo todo á tona.
    Mas penso que no Brasil quem mais sofre mesmo... são aqueles que tem uma percepção de mundo; e muito
    entendimento dos acontecimentos a sua volta.
    Bom.. são tantas histórias inventadas que o povo até acredita; mas isto é outra visita kkk.
    E que ninguém me ouça kkk.
    Um bom começo de mês.
    Janicce.


    ResponderEliminar
  23. Assim mesmo, Céu! Real, de carne e osso, viva e liberta de peias sociais,
    a “[…cantar, viver, dançar e soltar-(s)e, sem liberdade condicionada]”.
    Um Post de admirar e reflectir sobre a transparência das palavras,
    que teimam ficar ocultas.

    Beijo
    SOL

    ResponderEliminar
  24. E que assim continues a ser, Céu, para que os teus escritos continuem a mostrar-nos formas intensas e verdadeiras de realmente viver! Boa semana, amiga.

    ResponderEliminar
  25. Olá Céu, voltei, para te ler de novo e escutar a musica linda que colocaste neste post.
    Perfeito :)

    Beijo e feliz semana

    ResponderEliminar
  26. Uma personagem autobiográfica, assim liberta, pura de pensamentos, liberta de preconceitos. Livre, encantadora, sem medos ou tibiezas.
    Forte e entusiástica.
    Pura na nudez dos sentimentos.
    Podia dizer mais, mas nunca seria suficiente, a personagem vai para além da realidade.
    Parabéns, foi entusiasmante.

    ResponderEliminar
  27. Boa noite!
    Não, não me esqueci de si, apenas deixei para quando pudesse ler com mais atenção. Como sabe, os seus textos são longos, daí precisarem de atenção e concentração, tal como tempo.

    Como sempre, escreve textos tão cheios de luxuria e sedução que, até nos fazem vaguear a mente pelas nuvens do além. Parabéns. Adorei.

    Um feliz 2016~


    Noite feliz, beijo

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    Ah... Gosto da musica e da letra.

    ResponderEliminar
  28. シ Assim é a vida... cada pessoa é única!...
    É tão bom ser gente!!!!

    Ótima semana com muita saúde e tudo de bom!
    Beijinhos.·ه♩♫
    ✿゚ه° ·.

    ResponderEliminar
  29. Qué bello texto querida CEU, destacando la parte de que en una relación si se es posible vivir sin la otra persona pues en ella lo que se recomienda es un intercambio de vidas y no de rehenes.

    Abrazo especial

    ResponderEliminar
  30. Ter asas para poder voar bem longe.
    Beijos

    ResponderEliminar
  31. Gostei do "homi" (rs). Tem novidade lá no blog, CÉU; quando tiver um tempinho, te convido a me fazer uma visita. Abraços, garota!

    ResponderEliminar
  32. Libertad sin condiciones.
    Esa es la base de todo.
    Sin ella todo lo demás es puro teatro.

    ResponderEliminar
  33. Bella y apasionada autobiografía,tu propia imagen reflejada en versos que seguro te han salido directamente del alma.En un mundo como este es precioso tener una personalidad muy definida y saber muy bien lo que se quiere y tú tienes ambas cosas,sin duda.Apasionada,pero sabiendo muy bien cuando y con quién entregarte al amor.Dispuesta a soportar el dolor para hacerte fuerte en él pero sabiendo defenderte de quien intenta conquistarte por la fuerza bruta y no por la del amor...En resumen,mujer tierna y apasionada,pero dura a la vez con los que no te tratan bien.
    Como siempre,ha sido un placer leerte Céu.

    Abrazos

    ResponderEliminar
  34. Passando por aqui hoje... rapidinho e deixando um beijinho!
    Virei amanhã descobrir com tempo e calma... como a Céu é... poeticamente falando... a propósito de mais um formidável post, como este, como dá para antever apenas pelas primeiras linhas...
    E depois quero ouvir Bethânia, com todos os requintes...
    Não sei o que aconteceu aos dias desta semana... que têm voado... e também estou com o tempo um pouco limitado por estes dias... mais uma ronda de exames de rotina da minha mãe... que nem no sábado, escapo...
    Enfim! Podia ser coisa pior!... E ainda tenho um montão de comentários lá no meu canto, cujas respostas estão super atrasadas... inclusive alguns dos seus, Céu! Mas que sempre faço questão de deixar... logo que me é possível!
    Beijos! Até amanhã!
    Ana

    ResponderEliminar
  35. Amiga Ceu,esas fotografias y tus escritos me hacen recordar a mis años mozos

    ResponderEliminar
  36. Amiga Ceu,aunque no te lo creas,soy un viejo carcamal que ama a la fotografia,porque estas
    le ayudan en su decritud
    Un fuerte abrazo

    ResponderEliminar
  37. Olá prezada CÉU, passando para, como de outras vezes que por cá passei, me encantar com teus belíssimos e intensos escritos e, não menos belíssimas imagens que sempre compartilhas por cá. Agradecido, também por tuas visitas por lá e belas palavras de carinhosa amizade deixar.
    Digo também que não sou muito fã de certas hipocrisias fantasiadas de regras, mas infelizmente temos que conviver por vezes com estes engasgos, na tentativa de sobrevivência com a intensidade que o viver nos exige. Assim encantado me vou, e deixo meu desejo para que seja você sempre abençoada pelo criador, e assim sempre tenhamos por cá você e os teus belíssimos e encantadores pensamentos, abraços deste amigo distante, um tanto fora dos "padrões", mas repleto de sentimentos deveras nobres, assim eu penso. Até mais!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agradeço sua visita e coerente comentário.
      Tal como você, creio que minha forma de ser não tem "padrão".
      Abraço de ♥.

      Eliminar
    2. Pois é prezada CÉU, comprei aquele esqueleto e estava em casa um dia e puxava a cordinha dele e ficava observando ele gargalhar. E você sabe que a mente de um pretenso escritor não sossega, e houve um milionário que sofria de uma doença e se foi, resumo nem mesmo todo o dinheiro que ele tinha pode salvá-lo. e então comecei a pensar em um texto falando do fim. Eu fiz as fotos do "gordinho" pra fazer papel de parede no celular. O meu trabalho me tomou uns dois anos sem escrever, e só agora montei este texto olhando novamente as imagens, e nos últimos tempos muitas mulheres perderam a vida por querer deixar o corpo com aparência de boneca, pessoas perfeitas reclamando dos próprios corpos enquanto outros que não possuem ou perderam membros do corpo seguem vivendo, e vivendo deveras, e os normais choramingando, mas assim é o ser humano, ingrato por sua própria natureza. Grato por tuas gentis visitas e palavras deixadas lá, tenha dias deveras abençoado prezada escritora, e por cá tudo certo, nos sempre agradecidos por cá permanecermos, obrigado por perguntar, abraços e até mais!

      Eliminar
    3. Incrível, amigo e inteligente Stonás! Você, para além de ser escritor, é "engenheiro" das mentes, do raciocínio.
      Verdade. Raramente, o ser humano se sente satisfeito com o que é e tem.
      Aquele abraço com muita estima e admiração.

      Eliminar
  38. Menina CÉU, quanta intensidade!
    Guardas teu amor com voracidade, sem perderes a cabeça e sem teres tua liberdade condicionada a uma ilusão.
    Perfeita descrição de uma "Linda Mulher" que sabe muito bem o que quer, mais que isso, consegue externar o que sente, sem medo de ser feliz.
    Penso que, provavelmente, em sua formação, foi muito estimulada a dar vazão aos sentimentos, por isso a facilidade em se expressar, em escrever. Devia amar e confiar muito em seus pais, razão de sua autenticidade e destemor em se desnudar.
    Cada vez mais te admiro, obrigada
    Abraços carinhosos
    Maria Teresa



    ResponderEliminar
  39. Olá, Querida Céu

    Aceitarmo-nos como somos e aceitar os outros como são é uma grande virtude.
    Assim, poderemos viver em sociedade sem situações demasiadamente fracturantes,
    não como "Deus e os Santos", mas dando-nos aquela margem necessária para errar
    ou superar-nos, tendo em conta que cada um tem a sua personalidade,cada um de nós
    traz consigo uma carga genética de que não conseguimos desembaraçar-nos e a carga
    ambiental que, muitas vezes, ultrapassamos, felizmente para muitos.
    Somos um somatório de muitas coisas e quando conseguimos ver-nos com clareza,
    fazer uma leitura fiel da nossa personalidade e das nossas possibilidades em
    relação aos outros é sinal de que a nossa passagem por esta vida vale a pena.

    Minha amiga, admiro a sua escrita e a sua forma de ver a vida.

    Bj

    Olinda

    ResponderEliminar
  40. Querida CÉU!
    Livre, leve, intensa e autentica!
    Dona de si!
    Adorei!
    Beijo carinhoso!

    ResponderEliminar

  41. Olá Céu que bonita maneira de começar o ano a ouvir a Maria Bethânia a recitar um poema desta vez de José Régio, fui descobrir que ele nasceu em Vila do Conde e que o poema é o "Cântico negro", primeiro pensei que seria de Fernando Pessoa já que ela também tem interpretações dos poemas desse poeta :)
    https://pt.wikipedia.org/wiki/Jos%C3%A9_R%C3%A9gio

    Olha leva-me contigo nesse ballet de palavras de busca pela liberdade,
    porque o mundo está a ficar muito encravado nas suas contradições e ânsia de poder ilimitado...
    beijocas
    até amanhã



    ResponderEliminar
  42. Envolvente! Quando se começa a ler... não dá vontade que acabe!
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  43. Sentimentos, desejos , sonhos , tudo que vamos encontrando ao longo da caminhada,

    Sempre olhando em frente para que a vida não passe ao lado e apanhando o que ela nos oferece

    Bom fim de semana

    Bjgrande do Lago

    ResponderEliminar
  44. Querida amiga Céu, como estas? Você sempre tem tantas palavras, tantas combinações entre elas, seus poemas nos tira elas, mas desta vez não pude deixar de me ver, de me encontrar, não em uma, duas ou três, mas em uma dezenas delas, me sinto aqui presente neste poema, foi como se me descreveste aqui neste poema....lindo, lindo, lindo bjucas querida!

    ResponderEliminar
  45. um desprender...
    um retrato de um ser... fugidio...

    ResponderEliminar
  46. Olá Céu,passando para lhe desejar um ótimo final de semana.
    Bjs com carinho.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  47. Voltei a ler porque vale a pena.
    A imagem, bom, nem sei o que dizer.
    Não tem nada para abotoar mas, também, não precisa.
    Um beijo

    ResponderEliminar
  48. Amei o texto que você escreveu e de saber um pouco mais de você.
    Somos parecidas em alguns aspectos.
    Beijos. ♥

    Diário da Lady

    ResponderEliminar
  49. Minha linda, eu nem tenho nem palavras para lhe agradecer pelo carinho, pela força e pelo conforto que você me deu no blog. Lendo suas palavras e seus conselhos, me deixou mais fortalecida e me acalmou um pouco a saudade e a dor do luto. Senti como se você estivesse ao meu lado, me abraçando e me confortando.
    Hoje, eu só carrego as lembranças do meu pai e o bom que me acalma é que meu pai morreu feliz e não sofreu... Dormiu e não acordou mais nesse mundo que vivemos.
    Sinto saudades dele comigo e com minha família, mas entendo os motivos de Deus em querer levá-lo.
    Meu pai se foi com 64 anos, hoje dou mais valor, amor e carinho a minha mãe e meu irmão, pois agora é somente nós três. E sobre minha amiga que dedurou para o bairro inteiro sobre a morte do meu pai, a mãe dela veio aqui em casa conversar com minha mãe e explicar tudo. A gente perdoou e tudo mais, pois isso foi deselegante da parte delas, porém a confiança que eu tinha na minha amiga, que eu considerava como uma irmã para mim, simplesmente acabou, não existe mais. =/
    14 anos de amizade também morreram. Achei desleal e muito antiético da parte dela.
    Mas Deus está nos dando conforto e forças para continuar com a vida.
    Obrigada pela sua ajuda, eu vou querer sim, preciso muito de uma psicóloga para me ajudar a superar essa perda e essa dor que é perder o meu querido pai.
    Beijos. ♥

    Diário da Lady

    ResponderEliminar
  50. La libertad, el ser suelto como un pañuelo al viento, es la enseña para un mundo que busca limitarnos, no dejarnos ser. Alabo el espíritu de brisa, vuelo de pájaro de tus versos. Un abrazo grande. Carlos

    ResponderEliminar
  51. Olá querida amiga Céu, td bem? Como vai essa linda cidade de Lisboa? Acredito que muita fria né?
    Aqui no Brasil tem feito bastante calor e com tempestades no final da tarde! É o típico tempo do verão.

    Estive lendo o seu poema e concordo com vc qdo diz que no amor não existe padrões, regras, o certo ou errado. Hoje em dia vivemos numa fase careta do mundo, onde td é proibido inclusive expor a nossa libido. Até rimou, mas foi sem intenção...rs! Estou cansado do politicamente correto, das coisas quadradas, não se pode ter uma vida diferente, amar quem quiser, td é errado ou fora dos padrões da sociedade antiquada e retrógrada. Muito bom o seu poema, gostei demais.

    Eu atualizei ontem o meu blog, mas dessa vez sem poema. Quis prestar uma pequena homenagem para um grande artista de quem sou fã incondicional e que nesta semana acabamos perdendo, o grande David Bowie.

    Assim que puder apareça no blog e deixe seu comentário, vou gostar muito como sempre!

    Te desejo uma semana abençoada, produtiva e muito feliz!

    Beijos.

    ResponderEliminar
  52. Nossa! Lindamente tenso. Fui ao céu e voltei.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Gato cinzento!
      Sorte a de você, hein! Eu nunca lá fui, mas espero, um dia, lá ficar à direita do Pai.

      Eliminar
  53. Isto é que é um texto intenso, com tanta mensagem mas uma tão fundamental em todo ele, deixa-me ser, não é? deixem-me ser! sinto que transmitiste isso ao longo do texto todo e identifico-me tanto, acho que todos nos identificamos :)
    em relação ao comentário que deixaste no meu canto, obrigada pela visita, adoro quando as pessoas realmente comunicam por aqui! :D bom, três vezes fui para o hospital porque não parava de vomitar e duas delas também tinha diarreia, um horror, todo o meu corpo a querer explodir, mas desta última vez tive falta de ar, comecei a sentir-me mal, a tremer, e não sabemos se estará relacionado ou não, (sou alérgica ao marisco e quando tive a minha primeira reação foi assim, fiquei sem respirar). De resto não tenho cólicas no dia a dia mas fico sempre muito inchada ao final do dia depois de todas as refeições e ando sempre nauseada, ando a tomar medicação para não ter vômitos, é o que me tem segurado. Amanhã já iria ao alergologista, falam maravilhas dele e não espero que me melindre para continuar a ir lá e a pagar consultas sem necessidade, ele já consultou a minha irmã e os meus pais só tem bem a dizer dele :)
    Estou em mestrado de Psicologia Social e das Organizações, é uma área um pouco diferente, mas penso que no fundo todas se ligam :) um beijinho, resto de um bom Domingo

    ResponderEliminar
  54. em relação às minhas análises, tudo se encontra regularizado, no entanto segundo o médico que me consultou no hospital é notório uma alergia que ele encontrou em valores (não te sei especificar quais) quando me fez análises ao sangue. em três análises em dias diferentes os valores não deixem, esses tais que representam alergias

    ResponderEliminar
  55. poderás aceitar todos os meus comentários ao teu blogue sim :) interessante visão sobre o facto dos comentários serem públicos...eu não tenho essa preocupação tão assente, penso que quando se poder tratar de algo mais "privado" poderão contactar-me de outra forma, tenho os "contactos" em cima na barra.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  56. Olá Céu,
    Vim conhecer seu blog, muito bom, estarei por aqui mais vezes
    beijos do Brasil
    Joelma

    ResponderEliminar
  57. ¡Así de bien se escribe! Eres como un pájaro que va transmitiendo en su canto la emoción que mueve al mundo: AMOR Y LIBERTAD.
    Vuela, amiga mía, tu sabes muy bien que camino tomar, el amor está en cada una de tus letras y sólo tú eres la dueña de ese gran sentimiento que despierta las ganas de vivir y de soñar.
    Después de unas semanas de descanso que he cogido, tras lo atareada que he estado en estas fiestas pasadas, vuelvo con ganas de estar entre vosotros, os echaba en falta.
    Te deseo que tengas una estupenda semana.
    Cariños en abrazos.
    kasioles

    ResponderEliminar
  58. Passando por aqui, meio sem tempo, por estes dias meio corridos... em que também vou dar uma paradinha, lá no meu canto... um montão de visitas aos blogs super atrasadas por fazer... e paletes de respostas aos comentários, ainda por dar... e que sempre faço questão... mas ando numa daquelas fases, mais ocupadas, também com consultas e exames médicos, da minha mãe, às voltas... Enfim! Quem me dera que o tempo, fosse elástico...
    Pois uma vez mais, adorei este texto, em jeito de confissão, meio intimista... onde a Céu nos revela mais um pouco, do seu mar interior de emoções... através da magia e paixão das suas palavras...
    Adorei!!!! E está no meu top de preferidos, por aqui, esta sua publicação!
    Espero conseguir vir noutro dia, reapreciar com mais tempo esta maravilhosa confissão, ao som da magistral Bethânia...
    Beijos apressados, por estes dias... desejando-lhe uma feliz semana...
    Ana

    ResponderEliminar
  59. O desejo é tanto, de voltar a este cantinho e consumir até à última letra, que nem me preocupo se já tinha passado por aqui ou não... afinal, há desejos e prazeres que gosto de repetir.
    Bem haja amiga, por ser assim (outras nem assim são) que eu prometo continuar a manter e a consumir deste prazer. ;) :)
    Beijinho.

    Tudo de bom.

    ResponderEliminar
  60. Boa semana, Céu. Aguardo o próximo post!

    ResponderEliminar
  61. A intensidade com que escreves, me lembra Clarice Lispector (uma das minhas escritoras favoritas).
    Sem meios-termos - tudo ou nada. Realmente ao ser assim, tanto o amor quanto a dor são intensos, pois em cada gesto está todo o coração e alma. Parabéns!
    Quanto à tua pergunta lá na caverna. Eu não sou a loirinha. Eu sou a que parece "penetra" numa foto com 3. A mãe, a irmã mais velha (loira) e eu. A outra loira/ruiva sozinha na foto é minha irmã mais nova.

    Abraços esmagadores e lindo dia.

    ResponderEliminar
  62. Oi minha querida!
    Eu sou a que está abaixada, na frente das duas. A do lado esquerdo é minha mamãe querida, a loira minha irmã mais velha e eu a de óculos, segurando a câmera pra tentar fotografar rs.
    Disse penetra pq dá a impressão que estou "entrando correndo" na foto rs.
    Abração esmagador.

    ResponderEliminar
  63. Oi, Céu!
    Passei para agradecer sua amável mensagem deixada lá e deixar aqui, meu endereço!
    vnanii2010@hotmail.com, espero sua visita!
    Beijão!

    ResponderEliminar
  64. Oi, CÉU! Passando aqui para dar um "oi" e lamentar por minha conexão de internet estar mais pra lá que pra cá (rs). É assim que a gente se descobre viciado em internet. E qual a causa? Chuva, minha princesa, chuva muita! Moro no Nordeste brasileiro, perto da linha do Equador, e cá só há duas estações notáveis: época das chuvas e época do calor. Por agora é a época das chuvas, e tudo vira problema: queda de energia devido a raios, estradas ficam intrafegáveis e, por vez e outra, rios transbordam arrasando muitas comunidades carentes. A outra estação, a do calor, por incrível que pareça, é a minha preferida, pois sou magro (IMC 22) e por isso regiões frias faz que o frio me vá lá nos ossos. E pode ter certeza, é justamente esse calor que faz o Brasil ser tão atraente ao olhar estrangeiro. Não é sem razão que as praias nordestinas lotam de europeus, asiáticos, norte-americanos...

    E você, fofa, já pisou em terras brasileiras?

    Beijão, garota!

    ResponderEliminar
  65. Intenso e profundo.
    Muito ao estilo da Céu, inconfundível no seu tudo ou nada.
    Boa semana.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  66. Boa noite querida Céu.
    O Design de seu blog, combina com você, transmite paz, serenidade. Acho lindo a cor branca. Vim lhe desejar uma feliz semana. Enorme abraço.

    ResponderEliminar
  67. Relendo e encontrando cada momento de "mais" intensidade e vivência.

    Beijo
    SOL

    ResponderEliminar
  68. És o teu melhor a cada dia....
    Bjbj Lisette.

    ResponderEliminar
  69. Mi muy querida CEU :

    Dices " Me encanta escribir, escribir poesía, exponerla,..."

    Compones y escribes poesia y lirica con gran talento.

    Un gran abrazo!!!

    ResponderEliminar
  70. kkkk estou aqui aplaudindo seu lindo e intenso desabafo!
    Pessoas intensas são encantadoras...continue sempre assim, desafogando na pena, todo desagravo de amor!
    Poesia é isso mesmo, é expressar em versos todo nosso sentimento, seja ele bom ou não...Grata por compartilhar conosco quem você é!

    Sim estive de férias mas já estou de volta!

    Beijos

    ResponderEliminar
  71. Estás ausente do céu...
    Quando atualizar o blog me avisa?
    Um abraço!

    ResponderEliminar
  72. adorei a tua poesia, somos diferentes e tão iguais...
    por acaso descobri-te no blogue da Ana comentaste sobre a Amália que eu tanto adoro desde criança, criança que gosta de fado, já deviam saber que ia dar adulta atormentada...
    E podes não acreditar, mas fiquei a pensar dias no que escreveste, e preocupou-me a minha rica mãezinha, viúva, vou com ela ao baile que ninguém foi feito para estar sozinho heheheheh ( os filmes em que me meto), mesmo que seja o meu maior sonho, ser feliz sozinha, e por isso fikei meio triste, a serio que acreditava que não há crescimento maior do que a paz de conseguirmos ser felizes sozinhos, quero muito acreditar que todos somos diferentes e foi um desabafo como qualquer outro depois de uma noite mais triste, tb sou muito dado a esses desabafos, hoje uma coisa amanha outra...
    confesso que já escrevi poesia, mas não tenho o teu talento
    temos poetisa!
    beijinhos

    ResponderEliminar
  73. Oi amiga, que saudades!!!!
    vim lhe desejar uma excelente semana, beijos e fique com Deus!!

    ResponderEliminar

NOTA

ESTE BLOGUE FOI CRIADO A 14 DE FEVEREIRO DE 2015

Número total de visualizações de página


Quiero uno en mi blog

ACORDE, PARA O ACORDO!

ACORDE, PARA O ACORDO!