domingo, 1 de dezembro de 2019

NATURALMENTE

Quando pareces de mim desinteressado
e levas contigo o que de melhor tenho
sou do verso, a rima torta e morta
enquanto as minhas mãos se contorcem
em movimentos doloridos e aflitos
na acentuação de todos os meus gestos.

Sei de cor o som, o eco da tua ausência
que trata, vilmente, os meus ouvidos
com passos e gritos ensurdecedores
acompanhados pelas lâminas do vento
nos dias em agonia, interiorizados
na trituração natural do moinho da vida.

Esta, por certo, traz somente a demora
impregnada de momentos amargos
em que, desnorteada, me despe
e me entrega à madrugada, sem hora
temendo eu, que me retire o sabor
do teu amor, nos fios que ela bem tece. 

E aí, logo vem o medo, sem explicação
quando os nossos olhares se falam
mas não ouvem o grito do meu corpo
que é uivo lancinante e pungente
de loba, de fêmea desiludida e ferida
que com pés silenciosos e furtivos
procura novos caminhos, naturalmente.


CÉU

89 comentários:

  1. Que bonito video y el poema lleno de sentires de una hembra que busca nuevos caminos, asi debe ser, naturalmente. Un gusto leerte amiga, saludos.

    ResponderEliminar
  2. Naturalmente, um belo poema de saudade, incômoda ausência a ditar sua presença. Dorido vazio, hiato de sentimentos e sensações; deserção do desejo, abstinentes afãs, solidão... Triste mas, belíssimo versar.

    Te convido para ler: 😎 A ampulheta e os dois relógios.
    Um abração. Tudo de bom. Feliz dezembro!

    ResponderEliminar
  3. Sempre intensos cada dos teus versos que fazem bela a poesia! Adorei! bjs, tudo de bom,lindo dezembro! chica

    ResponderEliminar
  4. Olá, Céu!

    Que ternura de poema?!
    Antes de ele dizer que sim, naturalmente, ela de braços aberto .
    Os seus poemas são uma dádiva, sabia?
    Abraço de muita amizade,

    ResponderEliminar
  5. Oi céu! Que poema maravilhoso, amor solitário, doloroso e ao mesmo tempo prazeroso. É como não dizer adeus ao desejo do amor não mais presente, pelo menos não presencialmente. E a gente tenta buscar novos caminhos, mas sempre tem um pezinho nas pegadas deixadas.
    Amei seu poema, parabéns!!
    Abração e bom domingo! Ah, linda foto do perfil, belíssima em azul!

    ResponderEliminar
  6. Quantas vezes somos do verso, rima torta!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  7. Sobre o video, só me admiro é como os músicos se conseguem concentrar a fim de tocar.
    Sobre o poema comparo-o na sua grandeza poética, ao grito sufocante de quem deseja algo e não tem

    Ternura, entrega, silvo alucinante de uma mulher, qual fêmea, que quer e deseja que o amor a inunde ... de prazer

    Abraço

    ResponderEliminar
  8. Existem pessoas que têm o dom de "entrar" no coração das outras. É o caso da Céu, poeticamente falando. A sua poesia - chamada de livre - é de uma sedução maravilhosa. Diz ser um verso em rima torta. Simplesmente brilhante.

    Só fico admirado é pela falta de sensibilidade dessa pessoa a quem, silenciosamente, a sua poesia se dirige. Ou será apenas uma pessoa imaginária?
    .
    Fique feliz

    ResponderEliminar
  9. Boa tarde Poetisa, CÉU!
    Um poema naturalmente belo e muito instigante! Admiro-a pela sensualidade e romantismo que, coloca em cada verso! A Musica é muito bonita, confesso que não conhecia!:)

    Beijos. Resto de um bom Domingo
    PS: A sua foto está belíssima. Parabéns.

    ResponderEliminar
  10. Olá Amiga Poetiza
    Deixo os meu aplauso ao sei poema, sublime.
    Adorei a musica:))

    Hoje : Faz do meu corpo, o violino.

    Bjos
    Votos de uma óptima Noite.

    ResponderEliminar
  11. Boa noite de Domingo, querida amiga Ceu!
    Venho agora num bom momento para ler tal beleza.
    Senti um poema alegre...
    Pensando bem, estou ouvindo o video e bailo na alma... Contagia...
    Entao sinto o momento poetico amoroso com a felicidade e efusividade que ele sugestiona.
    Nao o senti como uma ausencia final dolorida eternamente e sim de saudade que rasga a alma... Doi de intensa, mas ele vem. O amor vira e o antevi sentindo o depois do que esta escrito no poema.
    A poetisa me perdoa minha imaginacao que voou ao que vira e ja se fez presença em mim?
    Bem, o merito e da poeta intensa que leva o leitor a viver o além do poetado.
    Mais uma vez, um deleite ao leitor e ao seu 💟.
    Tenha um Dezembro feliz, amiga!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

    ResponderEliminar
  12. Olá, Céu!
    Um poema delicado. Um amor quase conformado com a ausência, mas que ainda atiça em versos a chama da esperança em novos caminhos. Lindo, muito lindo!
    Beijos.

    ResponderEliminar
  13. Um escrito de loba.
    Gostei muito.
    Bjs, boa semana

    ResponderEliminar
  14. Quantas vezes essa "rima torta" não é mais que um falso alarme do corpo, um pretexto de ausências sem recuo… É então que se procura uma sede tão imediata como as lágrimas… E um "medo sem explicação"... Muito belo, minha Amiga Céu!
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  15. Hola Céu. Pasando a deleitarme de tus verso y a saludarte.
    Felices días y besos :)

    ResponderEliminar
  16. Cielito.
    Minha caríssima alentejana.
    Ontem ao cair da noite comecei a ler teu maravilhoso blogue, momento em que recebi um telefonema. Era Franco, meu filho. Enquanto atendia ao telefone ele perguntou se nós estávamos em casa. Dirigi-me à sala para esperá-lo junto à sacada (balcão) para vê-lo chegando em seu carro vermelho, quando para minha surpresa ele adentrou ao nosso apartamento, juntamente com Bruno, neto, sorrindo e espargindo alegria, pois quando ligou já estava com a chave na fechadura. Foram quatro horas maravilhosas, Sandrinha, Franco, Bruno e eu. Falamos sobre tudo, de política a filosofia, de antropologia a astronomia e claro, falamos muito sobre Milena. Momentos inesquecíveis. Ao sair voltei a ler teu poema e ouvir a bela Alizée, lembrando de Moi, Lolita, de Parler Tout Bas, Amélie...(?) e outras interpretações desta linda francesinha. O cansaço me pegou e via que mais dois brasileiros estavam em teu blogue, um de Petrópolis, Rio de Janeiro e outro da Fazenda Rio Grande do norte do Paraná. Resolvi ir para o berço e deixar para comentar hoje com mais tempo.
    Dizer o quê?
    Maravilhoso, uma loucura cheia de nuances quentes como uma torrente vulcânica. Parabéns.
    As artes não podem ter barreiras. Certo dia recebemos um casal em nossa casa e a senhora (muito “pudica”) ao ver uma tela por mim pintada, onde retratei uma mulher estilizada e nua, a referida senhora horrorizou-se e quase teve um AVC e nunca mais apareceu. Coitada.
    Por isso admiro teus escritos, pois são claros, verdadeiros e que nos deixam sonhando, pois “quem não... nunca?”. Rsrsrsrsrs. (A madre Teresa?).
    Mamãe costumava dizer que, quando a santidade é demasiada, desconfie.
    Amada menina, continue a nos brindar com tanta beleza, amo os teus poemas.
    Beijos e bela semana.

    ResponderEliminar
  17. Muito lindo, Céu! Mas, de toda essa beleza, o que mais me marcou foi: "Sei de cor o som, o eco da tua ausência
    que trata, vilmente, os meus ouvidos
    com passos e gritos ensurdecedores". Realmente, amiga: o eco da ausência de quem se ama é, sem dúvida, o silêncio mais ensurdecedor! Belíssimo, Céu; meu abraço, boa semana.

    ResponderEliminar
  18. Oi Ceu , amei seu texto não tão quente e sugestivo mas reflexivo, como sempre vc nos brinda com suas palavras e poema um bju no coração.

    ResponderEliminar
  19. Loba que assim uiva no seu meio
    A lembrar o quanto á destemida
    Caminhando sem medos ou receio
    Não se deixa vencer mesmo ferida!

    Naturalmente que o amor tem muitas fórmulas para ser encontrado, e vivido!

    Beijinho

    ResponderEliminar
  20. Bom dia Céu,
    Um poema magnífico, tão ao seu jeito, em que a paixão fala mais alto.
    Um beijinho e uma ótima terça feira.
    Ailime

    ResponderEliminar
  21. Lindo, lindo!
    Um poema que exprime tão bem o que muitas vezes já sentimos nessa vida!
    Apreciei muito cada verso!

    Beijinhos dos Açores!

    ResponderEliminar
  22. Intensidade e sabedoria são marcas fortes em teus escritos, os quais nos encantam. Lindo o vídeo, amei!
    Beijos carinhosos!

    ResponderEliminar
  23. Querida amiga! Eis que mais uma vez, nos ofertas mais um dos teus belos e profundos poemas, com ênfase para a estrofe abaixo:

    Esta, por certo, traz somente a demora
    impregnada de momentos amargos
    em que, desnorteada, me despe
    e me entrega à madrugada, sem hora
    temendo eu, que me retire o sabor
    do teu amor, nos fios que ela bem tece

    Beijos,

    Furtado

    ResponderEliminar
  24. Seu nome é intensidade Céu. É bom ser de verdade, ser de coragem!
    Boa tarde. Bjs.

    ResponderEliminar
  25. Amiga,tu eres una amante de los poemas,eso dice mucho de tu personalidad.

    ResponderEliminar
  26. Céu, mais um intenso poema, ao seu jeito e do seu jeito, onde a qualidade marca esse seu jeito para a poesia.
    um abraço.

    ResponderEliminar
  27. Um poema onde a dor da saudade se faz presente.
    Muito bonito.
    Abraço e um ótimo mês de Dezembro

    ResponderEliminar
  28. Que poema maravilhoso! Adorei ler e reler, acompanhdo de uma bela musica. Adorei.
    Bjs

    ResponderEliminar
  29. Saudade e sensualidade na sua maneira muito apaixonada de escrever. Adorei ler-la novamente, CÉU.

    Abraço grande.

    ResponderEliminar
  30. Um poema pleno de "energia", pleno de movimento, do movimento que é a vida, dos momentos que dela fazem parte. Um pouco diferente dos que vinha estado habituado, a força da paixão está toda ela lá, apenas mostra, desta vez, a outra face, a reação aos caminhos que por vezes temos de seguir...

    Extraordinário, como sempre... Talvez, mesmo, um dos meus favoritos (se é possível conseguir haver preferências neste blogue pleno de talento)

    Um beijo

    ResponderEliminar
  31. Tão maravilhoso ler o seu comentário minha amiga, depois de ser um livro exposto, me sinto mais forte e mais segura em lutar pelos meus ideais e realizar meus sonhos, mesmo tendo depressão e tudo mais.
    Estou aqui aguardando mais postagens suas. *--*
    Beijos. 
    Diário da Lady

    ResponderEliminar
  32. "que com pés silenciosos e furtivos / procura novos caminhos, naturalmente"

    Entendo bem esse poema, que é uma parte do que eu tenho vivido também!

    Você escreve de uma maneira muito linda, Céu!

    Bjs!

    ResponderEliminar
  33. Gosto e gosto das'rimas tortas',dos versos sentidos e da criação poética que flui 'naturalmente'em ti, de maneira simples e gostosa.
    É o sentimento do estar apaixonada pela vida que pulsa_assim melancolicamente e o transborda no poema. Bravo!!
    Já em casa depois de uma temporadinha de passeios.de alguma chuva ,muito friinho
    rs mas tudo foi muito especial.Amo voar e apreciar o céu de pertinho.
    Passei pelo seu e nosso Portugal, mas foi muito corrido e sem tempo de encontrar amigos blogueiros _ pudesse ficaria bem mais, muito mais.Amo essa terrinha.
    Dessa vez,uma passagem por Vila Nova de Gaia e Porto e aquela ponte magnifica.
    Debaixo de uma chuvinha fina, o prazer foi o mesmo de um dia ensolarado.
    Amei e espero voltar,para demorar.
    Um beijo grande amiga querida
    Fica bem, sempre ok?
    Agora, é vida que segue por aqui .

    ResponderEliminar
  34. Ceu, versos doloridos, más cuando obra el celo en el distanciamiento del amor, donde te has entregado con todas las carnes de la sensualidad y la pasión. Un abrazo desde Colombia. Carlos

    ResponderEliminar
  35. Céu,
    Poesia é esse desnudamento todo.
    É magia sem constrangimento.
    Bjins

    ResponderEliminar
  36. Querida Céu, desta vez os teus versos são bem diferentes dos feitos de incontida paixão e sensualidade que tenho lido aqui.
    Mas sabes que gostei! Gostei muito! Principalmente de saber que a mulher decidida "procura novos caminhos, naturalmente."
    Amiga minha, que linda estás na fotinha!
    Beijo, feliz fim-de-semana.

    ResponderEliminar
  37. Tão sofrido e tão belo.
    Um poema que toca a nossa alma.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  38. Has desnudado el alma, en cada estrofa de esos hermosos versos. Además de sensibilidad tienes talento para escribir.

    Besos

    ResponderEliminar
  39. Ni en catalán ni en castellano me lo traduce bien.
    Lo he leído en el idioma original y lo que he entendido me ha gustado.

    Besos.

    ResponderEliminar
  40. Muitas vezes sentimos a saudade como um gigante. Outras, converte-mo-la em gnomo.
    Sentimentos são vivências que só a nós pertencem, se partilham gota a gota de acordo com a sede dos demais, ou com o transbordar do nosso próprio Ser.
    De Espírito aberto espraias Vida.



    Beijo
    SOL

    ResponderEliminar
  41. Olá Céu
    Poema encantador. Que bom saber que você gostou da minha foto no perfil, obrigada por todo carinho. Bjs querida.

    ResponderEliminar
  42. Um belo poema mais a acrescentar a luminosidade mortiça que se coalha nas sombras e nas penumbras das incertezas dos amores de intermitência falível.
    Um abraço, amiga Céu. Bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
  43. Un bello poema con una expresión limpia y sincera de cuantas miles de expresiones calladas de falsas apariencias. Me encantó tu poema.
    Me gustó el vídeo no lo conocía.
    Gracias por visitar mi blog.
    Un fuerte abrazo

    ResponderEliminar
  44. Tu és Céu, és verso e és a rima!
    E és muito mais: poesia
    Que à alma ampara e que cria
    Na mente humana outro clima!

    Teus poemas são acima
    De tudo, uma ampla via
    De acesso ao amor; e cria
    Novos amores que anima

    O púbico e a poetisa.
    Minha alma parabeniza
    Tua alma e o teu talento

    Por tudo que realiza
    A tua alma - doce brisa
    Que areja sem ser vento!

    Grande abraço! Laerte.

    ResponderEliminar
  45. Versos como siempre cantados con esa especial forma de sentir y ser tuya
    Siempre hay una salida,naturalmente
    Saludos

    ResponderEliminar
  46. Sempre poemas incríveis por aqui. Mais um que gostei :)

    https://www.biigthais.com/

    Beijoos ;*

    ResponderEliminar
  47. Pois é, minha amiga, lá por detrás do imenso lirismo...aquela secreta, escondida, esquecida...
    Gostei muito.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  48. Olá Céu.
    O desejo falou mais alto.
    Um poema lindíssimo!
    Boa semana.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  49. Boa tarde querida Céu!
    Quero te agradecer pelo carinho e presença durante este ano em meu blog.
    Bem o que dizer de teus versos?
    Sensualidade, beleza e sensibilidade numa perfeita sincronia com tua digital única.
    Que tenhas uma semana de muita paz, alegria e harmonia.
    Um Natal de muita paz e luz a ti e aos teus.
    Abração com carinho

    ResponderEliminar
  50. Uma foto ben fermosa! A sua pose, o seu xesto...son dunha elegancia sutil que din mais do que as palabras! Parabéms! O poema, precioso, como todos os que tan ben escrive. Este deija uma nota de certa dúbida ou desconfianza, temor a non ser correspondida ou a ser traizoada.... ti saberás, Ceu, eu so digo o que percebo. Que pases umas boas festas ca familia. Aperta grande.

    ResponderEliminar
  51. Hay ausencias cuando falta la palabra. Silencios para descubrir y silencios para pensar. El amor es ese desconocido que no encumbra al cielo o nos entierra...Movemos el mundo bucándolo y hacemos locuras maravillosas que no llegan a ninguna parte. Hay quién se equivoca de persona y personas que se equivocan con nosotros. Todo consiste en una apuesta movida por aquello que nace de nuestro interior; aquello maravilloso que buscamos o, aquel desastre que la vida amorosa nos lleva. Quién no alcanza a su corazón puede equivocarse con otra persona. Soñamos con la eternidad y con hasta que la muerte nos separe. A partir de enconces, las relaciones de amor nos pueden desencantar o encumbrarnos a la gloria pero yo me inclino por el desencanto. Vivimos en un mundo materialista, superficial y vacío. Aprender a vivir consiste en otra cosa donde ser humilde es como conocer y conocernos. A eso nunca nos enseñaron. El valor del amor no consiste en un anillo de brillantes sino en conocer la pobreze del espíritu donde las cosas sí tienen su valor...La mayoría de la gente está abocada a la infelicidad por nutrirse de cosas efímeras; cosas que van a ninguna parte...

    ResponderEliminar
  52. Olá CÉU. Tudo bem?

    Já escreveu algum livro? Sua obra é muito rica.

    Parabéns pelo talento em escrever tão bem com grande perfeição!!

    ResponderEliminar
  53. Pois é, e eu pensando que os versos
    são para mim(rs), mas, enfim...
    Quanto as rosas, lembra quando eu disse
    que os beijos tinham acabado e que as
    rosas tomaram o lugar deles?, pois foi.
    Rosas para você, digo, beijos para você
    minha amiga.

    ResponderEliminar
  54. Um poema naturalmente belo. O amor com as suas nuances e desejos múltiplos...
    Boa continuação de Dezembro... Felicidades e o meu carinho...

    ResponderEliminar
  55. Que lindo seu poema Céu, amei!
    Um feliz Natal pra você...
    Grande abraço! Adoro você... até mais!

    ResponderEliminar
  56. Por motivos familiares, he estado ausente del blog unos días.
    Te doy las gracias y estoy feliz de leer tus bellas letras.
    Un beso grande.

    ResponderEliminar
  57. Siempre hay esa nota de sensualidad en tus versos que atrae, es tu huella personal que reflejas y dejas impresa en tus letras.
    Has cambiado de foto y estás muy guapa, te conservas como una jovencita que todavía va a la universidad.
    Hoy tengo poco humor para escribirte, me tomaré unas vacaciones, estos días son de reuniones familiares y yo tengo varias sillas vacías.
    De todas formas, no quiero acabar mi comentario sin antes agradecerte las palabras de cariño y apoyo que has dejado en mi espacio en relación con la pérdida de mi amiga Ámbar.
    Los amigos virtuales calan hondo, van echando raíces en el corazón y cuando se van...
    Era una gran mujer, la he admirado siempre por su entereza y la forma de afrontar su final, créeme, ha sido un ejemplo de vida digno de ser imitado.
    Te dejo un fuerte abrazo y te deseo unas felices fiestas rodeada de familiares y amigos.
    Kasioles

    ResponderEliminar
  58. Excelente e muito bem escrito o poema, Céu.
    Obrigado pela visita.
    Beijo

    ResponderEliminar
  59. Bom dia amiga Céu!
    Você nos encanta com tanta magia que coloca em seus poemas,consegue nos deixar viajar em cada palavra que transborda da sua alma.
    Bem reflexivo!
    Obrigada pela sua visita tão carinhosa e desejo a você também,um Feliz Natal e um 2020 com muitas realizações.
    Bjs atravessando o mar com muito carinho.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  60. Boa tarde querida Céuzinha!
    Já com imensa saudade de vir aqui, deliciar-me com o mais impregnado poema. Desde a fantasia à magia e todo sabor que o amor e paixão provoca...num ser que vibra e exorta felicidade ao soltar deliberadamente seu corpo sedento de amor e sedução. Gostei muitíssimo amiga! A poesia é isso mesmo deixa voar a mente e dá voz ao coração.
    Beijinho carinhoso de paz harmonia.
    Luisa

    ResponderEliminar
  61. Céu, boa tarde, cheguei e fui arrebatada pela música!
    Que vídeo lindo, a cantora é muito afinada no canto e ainda dança muito bem, não conhecia e fiquei curiosa em saber da carreira dela! Que legal não é amiga? A música é sempre surpreendente!!!
    Quanto ao poema está belíssimo, como já é peculiar, pois estás sempre inspirada!!
    Adorei a sua nova foto de perfil, está linda, alegre, juvenil!! Adorei!!
    Querida, é sempre bom vir aqui ler suas obras poéticas e combiná-las com a música sempre deixa o artigo mais lindo e iluminado!
    Beijos e uma semana muito linda!!! :)))))

    ResponderEliminar
  62. ¡Hola CÉU! Amiga.

    ¡Has compuesto unas cestillas maravillosas! Es un gran poema, donde bailan bellos, sensuales profundos y mágicos sentimientos que salen de ese corazoncito tuyo. Un encanto leerte, amiga.
    Quiero decirte que es uno de los mejores poemas que te he leído desde que te conozco. Mi más sincera felicitación, reina.

    Ha sido muy placentero pasar por esta tu casa, en esta tarde noche de lluvia fresca, los días cada vez más cortos y entristece el alma,
    pero paciencia hemos de tener, con la esperanza de que llegue enero que ya comienzan los días a crecer.

    Gracias CÉU, POR TU AMISTAD Y CARIÑO TODOS ESTOS AÑOS.
    Un abrazo lleno bendiciones para este fin de año y para el que entra. 2020 que te sea muy prospero y se realicen todos tus sueños.

    Mi gratitud y mi cariño para ti siempre.

    Estaré ausente un tiempo, lo he dejado escroto en mi espacio. Pero no todos lo leen. ++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

    ResponderEliminar
  63. Oi Céu,
    É sempre bom vir aqui e ler seus poemas apaixonantes.
    Obrigada por sua visita e palavras tão carinhosas. Eu desejo a você um Natal maravilhoso e um ano de 2020 repleto de realizações e muitas inspirações!!!
    Bjs❤
    Abrir Janela

    ResponderEliminar
  64. Naturalmente...saio daqui fascinada com tão sensual poema. Tanta entrega, volúpia, carinho e, até uma certa ansiedade em desejo por acontecer. O video é lindo e, de certa forma, arrojado sensualmente.

    Uma semana feliz

    ResponderEliminar
  65. E o moinho da vida... sempre imparável e implacável... ora nos proporcionando encontros e oportunidades... ora nos afastando... às vezes até de nós mesmos... e dos nossos amores... e nos premiando com saudades...
    Adorei o poema, Céu! E fiquei rendida ao tema musical... que desconhecia por completo... música e intérprete!...
    Beijinhos, Céu! Votos de continuação de uma feliz semana, e de um óptimo Dezembro... que ainda me parece que mal começou e já quase vai a meio... como é possível?...
    Ana

    ResponderEliminar
  66. Naturalmente, quem procura acha
    se furtivamente ou não
    vai depender da estação
    que os caminhos do vento
    impregnados pelo feromônios
    haverão de levar
    até o encontro final...

    Beijo

    ResponderEliminar
  67. Hola Céu. Siempre un placer leerte. Buen fin de semana y besos :)

    ResponderEliminar
  68. Saudade é um sentimento muito triste e você descreveu muito bem em seus versos.

    Feliz Natal para vc e toda sua família também.

    Beijos/Kisses.

    Anete Oliveira
    Blog Coisitas e Coisinhas
    Fanpage
    Instagram

    ResponderEliminar
  69. Olá querida amiga Céu, como você está? Obrigado por se preocupar com a minha mãe, ela tem realmente feito as suas tarefas que mais gosta que é cuidar da casa e dos filhos, a memória está se perdendo com o tempo e há alguma desorientação, mas estamos ajudando dentro do possível.

    Aqui no Brasil estamos próximos do verão, mas o tempo anda bem maluco, tem feito dias frios, muita chuva e dias com sol de rachar.

    Aproveito para agradecer suas belas palavras sobre o meu poema, aqui no Brasil temos uma quantidade fantástica de passarinhos, apesar do atual governo não cuidar das nossas florestas e nossa fauna. Fiz o poema porque adoro animais, você lembra do meu cãozinho querido que infelizmente já se foi.

    Bom, falando do seu poema achei ele um pouco triste, tenso até. Um amor entre idas e vindas, ausência, com atração física, porém um caso próximo do seu final.
    Você como sempre escrevendo muito bem, é um enorme prazer te ler.

    Ah, eu gostei bastante da sua nova foto, parece bem jovial e espontânea. Ficou excelente.

    Aproveito para desejar a você e sua família um Natal repleto de união, amor e que o Ano Novo seja de renovação e muita inspiração na sua vida.

    Beijos, abraços e uma ótima semana!

    ResponderEliminar
  70. Olá Céu
    Maravilha seu poema,palavras ternas e intensas.
    Desejo de um Feliz Natal e um 2020 com tudo de melhor.
    Beijos

    ResponderEliminar
  71. Olá, CEU

    Mais uma vez, parabéns pelos seus poemas.

    Fico feliz em saber que continua a escrever. E, diga-se de passagem , muito bem.

    Desde já, desejo um ótimo domingo!

    ResponderEliminar
  72. Querida Céu, que belo poema, tocou-me por demais!
    Desculpa, por favor, só agora vir agradecer a tua última visita!Tenho andado atarefadíssima com uns trabalhos para oferecer nesta época natalícia e muito especialmente sem resquício de ânimo para escrever...tenho a certeza que me compreendes e perdoas.
    Desejo-te e a toda a família, um Natal de Paz, AMOR E Alegria, muita saúde e a concretização de todos os teus sonhos, se não for antes...para 2020!
    Com muita estima, um apertado abraço e os meus agradecimentos pela tua sempre tão gentil presença! Beijinhos, também.

    ResponderEliminar
  73. Amo seus poemas quentes , amiga poeta!
    Vc escreve muito bem!
    Bjos no seu coração!
    Lindo domingo!
    www.elyanelacerdda.com

    ResponderEliminar
  74. Hola CÉU, no sé el idioma portugués, pero con el traductor, que es traidor muchas veces, pude captar el fondo del poema y me ha gustado.
    ¡Besos!

    ResponderEliminar
  75. Sinto-me honrado pelas suas palavras, que agradeço.
    Embora se diga ausente do céu, pelo que li dos ses poemas, você é o próprio céu em fogo, a aquecer a chama do amor do ser amado.
    Saudações poéticas e natalícias.
    Juvenal Nunes

    ResponderEliminar
  76. Não sei se induzido pela nova e bem elaborada, foto de teu perfil, mas esta tua poesia parece bem diferente das muita que já li de ti. Diferente e muito agradável de ler.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  77. Oi Céu,vim agradecer por suas visitas aos meus blogs.
    Ando meio sem tempo,por isso estou sumida da blogosfera,mas sempre que possível marco presença, pois amo blogar.
    E vc, como sempre arrasando em suas poesias heim!
    Desejo-lhe uma linda semana!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  78. Sempre usando bem o seu dom!

    juliamodelodemodelo.blogspot.com

    ResponderEliminar
  79. Céu, querida!
    As vezes, novos caminhos surgem com tanta naturalidade, que nem percebemos.
    Nem sempre o olhar do outro percebe o que nos vai na alma, olha, mas não vê.

    Que seus passos te conduzam por caminhos suaves e cheios de amor.
    Te desejo um natal muito feliz e harmonioso, junto aqueles que lhe são queridos.

    Um abraço, com carinho
    Sônia.

    ResponderEliminar
  80. Bellísimo.....como es normal en todo lo que escribes.
    Un beso, y te deseo para ti y los tuyos unas felices fiestas y un próspero año nuevo.

    ResponderEliminar
  81. Naturalmente que eu continuo a passar por aqui para (re)ler este cantinho. Não me canso de o fazer, ás vezes venho em "silêncio", outras vezes deixo sinal da minha presença, como hoje.
    Aproveito para desejar à minha querida amiga, um Feliz Natal e um Ano Novo com tudo de bom.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  82. Sei muito bem a dor dessa ausência e o quanto é difícil lidar com ela. Não a nada que preenche.
    Parabéns pela música do topo. Muito boa!
    Boa semana.

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderEliminar
  83. que la poesia y la Navidad se unan y os colmen de paz y armonia CEU. jr.

    ResponderEliminar
  84. Querida Céu!
    Bela poesia, como sempre! A ausência sentida!
    Que o Natal e ano novo sejam de muita alegria e realizações!
    Beijo carinhoso! Gratidão pela gentileza e amorosidade!

    ResponderEliminar

O MUNDO PASSA POR AQUI